1 Ano de Falecimento de Luiz da Silva

Foi por volta das 15h do dia 05.09.2007 que faleceu meu avô Luiz da Silva, com 79 anos de idade, filho de Antônio Correia Santos e Francisca da Silva, neto paterno de Pedro e Bertulina e neto materno de Francisco e Quintiliana da Silva. Estava internado há uma semana no Hospital e Maternidade Sagrada Família, em São Bento, para tratar de uma pneumonia não-curada, que posteriormente resultou em água no pulmão. Foi sepultad no dia seguinte no Cemitério de Fragosos, no mesmo túmulo em que descansa sua mãe. Foi casado com Otília Fragoso, com quem teve seis filhos.

Luiz foi lavrador e operário, e possuía conhecimentos naturais de mecânica. Trabalhou por curto tempo consertando bicicletas, no que foi bastante procurado. Sua oficina era na casa de sua mãe Francisca, que havia falecido há pouco tempo. Depois, ainda trabalhou como guardião. Dotado de um grande senso de humor, sempre nos divertia. Gostava de acompanhar as partidas de futebol pela televisão. Por algumas vezes, passou por graves enfermidades, sendo que, em uma delas, quase recebeu extrema-unção. O médico, no entanto, afirmou que Luiz possuía um coração de leão. Segundo meu avô, nessa ocasião chegou a ver o paraíso, mas foi avisado que ainda não era a sua hora. Tocava violão e viola muito bem.

A crônica a seguir retrata um pouco do estilo bem humorado, leve e poético com que Luiz encarava a vida, e do qual penso ter herdado muito.

Parabéns

 

A última vez que vi meu avô era Dia dos Pais. Ele faleceu três semanas depois. Chegamos de longe para uma visita, e já havíamos cumprimentado meus tios pela passagem do dia. Na sala da humilde casa de madeira, conversávamos com minha avó sobre as novidades de cada um. Era de manhã, e de repente vemos no corredor a figura do meu avô, que acabara de sair do seu quarto. Ele olhou surpreso para nós. Não sabia que estaríamos lá. Com um grande sorriso, diz que tinha ouvido uma voz diferente, mas não imaginou que seríamos nós. Estava muito bem disposto. Dirijo-me até ele para cumprimentá-lo. Aproveito e dou os parabéns pelo Dia dos Pais. Ele agradece, e dá parabéns para mim também. Minha avó intervém, alertando que eu não era pai ainda.

 

- E daí? Merece os parabéns do mesmo jeito.

 

Com o seu sorriso característico, meu avô caminha até uma conhecida da família, que estava ali sentada, também fazendo uma visita.  

 

- Parabéns, Teresinha… Parabéns!

About these ads
Published in: on 05/09/2008 at 4:54 PM  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: http://coisavelha.wordpress.com/2008/09/05/1-ano-de-falecimento-de-luiz-da-silva/trackback/

Feed RSS para comentários sobre este post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Saudades, Henrique…
    Saudades do Sr. Luiz…
    Obrigado por nos fazer lembrar dele, sempre da forma como ele era: bem humorado e de bem com a vida, sempre!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: