18. Johann Rössler (1860-1905)

Assinatura de Johann Rössler em seu segundo casamento
Meu trisavô Johann Rössler (ou João Roesler, aqui no Brasil) nasceu na comarca de Reichnau, província de Gablonz, no norte da Boêmia, em 14.04.1860. Abaixo está a transcrição de seu batismo. Uma cópia do original me foi passada por Marcelo Roesler. A letra do padre não é nada fácil de se entender, como se vê, mas Brigitte Brandenburg, da SC-Gen, e Franz Mühlbauer, da Alemanha, em muito ajudaram, de modo que agora já é possível saber o que esse registro diz. E diz muita coisa! Um registro do batismo que informa inclusive dois bisavós da criança!

Vater
Franz Rössler, Bauer und Fuhrmann in Reichnau 11, geboren in Reichnau N. 12, ehel. Sohn des + Franz Rössler, Bauers und Fuhrmanns N. 11, in Reichnau, und der + Klara, geb. Augustin Preissler, Mahlmüllers Tochter N. 1 aus Reichnau.

Mutter
Antonia Lang, geboren in Pelkowitz, N. 40, ehel. Tochter des Josef Lang, Bauers und Fuhrmanns N.40 in Pelkowitz, und der Barbara, geb: Josef Wawrich, Bauers Tochter N.40 aus Pelkowitz, Amtbezirk Böhmisch Aicha.

TRADUÇÃO

Pai

Franz Rössler, agricultor e carreteiro em Reichenau N11, nascido em Reichenau N.12., filho legítimo do falecido Franz Rössler, agric. e carreteiro N.11., em Reichenau, e da falecida Klara nasc. Augustin Preissler, filha de dono de um moinho de (?) de Reichenau.

Mãe

Antonia Lang, nascida em Pekowitz, N.40, filha legítima de Josef Lang, agric. e carreteiro N.40 em Pelkowitz, e de Barbara nasc. Josef Wawrich, filha de Agricultor N.40 de Pelkowitz, região administrativa da Böhmischer (de Bohemia) ….?

Johann Rössler imigrou para o Brasil com apenas 16 anos. Tinha como responsável na viagem Franz Rohrbacher, que havia sido incumbido para trazer novos imigrantes à região de São Bento do Sul. Veio a bordo do Vapor Vandalia, que saiu de Hamburgo em 20.06.1876 e chegou em São Francisco do Sul em 20.07.1876.

Era tido como homem bonito e elegante, andando sempre bem vestido. Várias vezes se candidatou a Conselheiro Municipal (o que equivalia ao cargo de vereador), mas, contudo, não conseguiu a eleição. Naturalizou-se brasileiro em 1884.

Oficializou sua união com Amália Preussler, filha de Bernardo Preussler e Anna Jaeger, em 21.03.1882, perante o padre Carlos Boegershausen e as testemunhas Antônio Swarowky e José Weiss.

Já viúvo, casou-se novamente em janeiro de 1894 com a também viúva Francisca Mühlbauer, viúva de Anton Augustin, com quem teve quatro filhos, além dos cinco que teve com Amália: João Roesler, casado com Rosália Pscheidt; Júlia Roesler, casada com Frederico Rückl; Bertha Roesler, solteira, e Emília Roesler, casada com Carlos Müller. Eis como nos conta o padre:

“… às 9 horas da manhã na Capella do Smo. Coração de Maria deste município de S. Bento, feitos os três banhos canonicos sem impedimento algum e com palavras de presente e de mutuo consentimento perante mim e as testemunhas José Raschel e Jacob Liebl, receberão-se em matrimonio João Rössler e Francisca Mühlbauer, elle viuvo por obito de sua mulher Amalia Preissler, e filho legitimo de Francisco Rössler e de Antonia Lank (sic), nascido e baptisado em Reichnau da Bohemia a 14 d’Abtil de 1860, e ella viuva por obito de seu marido Antonio Augustin, e filha legitima de Miguel Mühlbauer e de Maria Kurtig, nascida e baptisada em Rothenbaum da Bohemia a 24 de Junho de 1867, ambos os contrahentes moradores neste municipio do que para constar fiz este termo que assignei com o contrahente e as testemunhas. O vigário Pe. Carlos Boergershausen.”

Faleceu em São Bento no dia 03.10.1905, vítima da queda de uma árvore de bracatinga, quando faziam a derrubada de uma mata d’algum lote. Está sepultado no Cemitério Municipal de São Bento do Sul no mesmo túmulo de sua esposa Amália, falecida em 1893, e de sua segunda esposa Francisca, que faleceu muitos anos depois.

Anúncios
Published in: on 14/11/2007 at 10:45 PM  Comments (1)  

The URI to TrackBack this entry is: https://coisavelha.wordpress.com/2007/11/14/18-johann-rossler-1860-1905/trackback/

RSS feed for comments on this post.

One CommentDeixe um comentário

  1. Você cita como local de origem de um de seus antepassados uma localidade denominada Reichnau. Na certidão de batismo de minha avó também consta esta localidade, mas eu não consigo nenhuma informação para um lugar com esta grafia (somente Reichenau). Se você tiver maiores informações, poderia entrar em contato comigo?
    Lucileni Stadler
    l.stadler@brturbo.com.br


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: